Victor
Kingma
header
header
Facebook
Visitante nº: 61235
< Voltar

 

O dia em que Pelé parou uma guerra

histórias do futebol

Pelé guerra
Pelé, o maior jogador de futebol de todos os tempos é, reconhecidamente, uma das personalidades mais conhecidas em todo o mundo. Eleito o Atleta do Século XX, recebeu merecidas homenagens pelos quatro cantos do planeta.

Durante a sua vitoriosa carreira, marcou 1281 gols em 1375 partidas, feito jamais alcançado por outro jogador. Campeão do mundo com apenas 17 anos, colecionou todos os títulos possíveis a um atleta profissional de futebol. Entretanto, uma de suas façanhas mais extraordinárias não é muito conhecida do grande público: sua fama e prestígio chegaram a tal ponto que foi capaz de paralisar uma guerra. Esse fato inBiafra guerrausitado aconteceu durante uma excursão do Santos à África, em 1969.

O antigo Congo Belga vivia uma sangrenta guerra civil.  Assim que a delegação do Santos chegou ao país, onde disputaria uma partida amistosa, os dirigentes foram informados do conflito e o conseqüente cancelamento do jogo.

A notícia de que a população não poderia ver o rei do futebol jogar causou uma grande comoção no país, inclusive entre as partes em luta. Os conflitantes, então, entraram num acordo e a guerra parou para que o jogo fosse realizado.   O Santos acabou realizando duas partidas e a paz reinou no país naqueles dias, sem que nenhum tiro fosse disparado.

Assim que a delegação deixou o país, a guerra recomeçou. Esse fato extraordinário não só demostra a importância desse brasileiro tão ilustre, mas, também, é um exemplo de como o esporte pode ser um instrumento de integração e paz entre os povos, independente de raça, religião ou ideologia.

Victor Kingma