Victor
Kingma
header
header
Facebook
Visitante nº: 61225
< Voltar

Hoje tem marmelada?

Naquele tempo era assim…

Marmelada

A marmelada, “originalmente”, é um doce típico da culinária regional portuguesa e foi trazida para o país na época do Brasil Colônia.  A mais tradicional marmelada era fabricada na cidade de Odivelas, em Portugal, pelas monjas do mosteiro.  Consistia num purê resultante do cozimento da parte nobre do marmelo com a mesma quantidade de açúcar. Era considerado um doce especial e fazia muito sucesso na mesa da corte.

No rastro do sucesso da marmelada, o Brasil chegou a ser um dos maiores exportadores de marmelos, fruto introduzido no país por Martin Afonso de Souza, no século XVI.

Entretanto, com o passar dos anos e a escassez na plantação do marmeleiro em algumas regiões, substituído por outras culturCarequinhaas mais apropriadas ao clima, alguns fabricantes passaram a adulterar a receita original, misturando outros produtos ao marmelo, para dar liga  ao doce.  Segundo a lenda popular o chuchu, por não ter gosto de nada, é o produto mais utilizado para  “batizar “   a receita.

Assim teria surgido o termo “marmelada”, ou seja, uma coisa falsa, não verdadeira, um arranjo.

No início dos anos 50, o palhaço Carequinha, que tinha um programa de variedades na recém inaugurada TV Tupi popularizou ainda mais a expressão, quando  criou o bordão:   hoje tem marmelada?

Por isso, sempre que o povo desconfia de uma coisa arranjada, seja numa licitação, concurso ou competição esportiva, costuma dizer: isso foi “marmelada!”.

Victor Kingma