Victor
Kingma
header
header
Facebook
Visitante nº: 61250
< Voltar

Dentada em Campo

Causos da bola

DentadacampoCachoeirinha e Jacutinguense disputavam o título em Jacutinga do Norte numa partida truncada e violenta. O experiente árbitro da capital, requisitado para apitar a partida, mantinha a disciplina distribuindo uma série de cartões amarelos.

De repente, numa disputa de bola envolvendo vários jogadores na defesa do Jacutinguense, o avante do Cachoeirinha dá um grito de dor e cai gemendo no gramado, ferido por uma violenta dentada de um rival.

O Juiz, que estava distante do lance, corre até o local e ao ver as marcas dos dentes na orelha do atacante, que se esvaía em sangue, não titubeia: tira o cartão vermelho e expulsa de campo o defensor que estava mais próximo da jogada. Começa então um tremendo sururu…

Revoltado com a expulsão o becão de quase 2 metros de altura parte possesso pra cima do árbitro e todos no estádio temem por um desfecho trágico.

Mas, ao chegar em frente ao juiz, o gigante de ébano põe as mãos pra trás e exibe para “sua senhoria” o sorriso salvador, onde não se via sequer um dente. Não podia mesmo ser ele o agressor, o autor da dentada.

Diante da prova irrefutável, e sem conter o riso pela cena inusitada, o árbitro cancela a expulsão do vigoroso zagueiro banguela, esteio da zaga do Jacutinguense.

Victor Kingma

Do livro Dali o Joca Não Perde